Aumente sua relevância regional criando conteúdo local

Por abril 8, 2019 julho 11th, 2019 Regionalização, SEO local

Para empresas com vários locais ou grandes marcas com dezenas (ou mais!) pontos de distribuição, pode parecer difícil criar um conteúdo local específico para cada região geográfica que você atende. Embora possa ser muito trabalho, vale a pena o esforço.

Conteúdo que é localmente relevante:

Tem melhor resultado em pesquisas locais, pois os usuários e os mecanismos de busca recebem informações mais completas sobre o que você oferece
Cria uma pegada digital mais forte nessa área geográfica, incentivando mais oportunidades de compartilhamento ou referência a esse conteúdo (ou seja, engajamento social e backlinks)
Oferece uma melhor experiência do usuário, pois os visitantes serão tratados com uma experiência mais relevante e informativa

Vale a pena investir na criação de páginas de destino locais ou seções de conteúdo local do seu site. Se você não tiver certeza sobre por onde começar ou como levar essas páginas para a próxima etapa além de um parágrafo em uma página com o cabeçalho “Meu negócio na cidade tal, estado tal”, veja o que você pode fazer:

Entenda as jornadas do pesquisador local

O primeiro passo para criar um conteúdo local melhor começa com uma análise mais detalhada de como as pessoas encontram, fazem referência e usam seu conteúdo, produtos ou serviços. O mapeamento de usuários é frequentemente usado no desenvolvimento de software e no design UX, mas pode ser aplicado também ao SEO local.

Quando as pessoas procuram o seu negócio, elas têm diferentes propósitos em mente. Alguns podem apenas querer saber o que você oferece em geral, enquanto outros podem estar procurando por um item específico. Algumas pessoas querem entrar em contato com você por telefone e outras pessoas por e-mail. Alguns querem visitar hoje e alguns estão pesquisando empresas para as próximas férias. Algumas pesquisas em telefones, outras pesquisas em desktops.

Conhecer essas jornadas e finalidades ajudará você a criar páginas de destino mais eficientes e um conteúdo mais atraente, pois você saberá:

O que eles estão procurando
Quais consultas eles podem usar para pesquisar essas informações
Quais são as suas intenções quando recebem as informações de que precisam

Coletar esses dados pode ser complexo ou simples, dependendo de quão profundo você deseja ir. Você pode usar pesquisas com clientes, entrevistas, seus dados do Google Analytics e muito mais para criar um mapa que mostre como um cliente chega até você, interage e se torna fiel à sua empresa local.

Escreva como uma empresa local

Quando você encontra conteúdo que oferece todas as informações que procura, é ótimo. Quando parece estar perto de você, é ainda melhor.

Escrever como uma empresa local é uma forma de tornar seu conteúdo local e ainda assim entregar o valor que você prometeu a quem te procurou. A gíria local e os coloquialismos podem fazer com que seu conteúdo pareça mais conversacional, além de segmentar consultas que talvez não surjam na sua pesquisa de palavras-chave.

Vamos pegar, por exemplo, um sanduíche. Como se chama um sanduíche de queijo e presunto na sua região? Conheça o que as pessoas dizem sobre seus produtos ou serviços. Quais termos eles usam? Que perguntas eles têm? Converse com seu pessoal da linha de frente, use pesquisas com clientes, ou simplesmente gaste algum tempo em um lugar e ouça!

Quando você sabe como as pessoas pensam, sentem e falam sobre seus produtos localmente, fica mais fácil escrever para elas de uma forma que faça com que o target local se sinta em casa.

Ofereça referências contextuais

Os motores de busca amam o contexto, por isso não há necessidade de se ater às palavras-chave. A repetição verbal de palavras-chave geralmente cria uma experiência de leitura ruim e os mecanismos de pesquisa não vão se importar muito se a densidade de palavras-chave for XYZ. Em vez disso, concentre-se em oferecer referências contextuais em torno de onde sua empresa está localizada ou sobre a região que você está se referindo.

Expanda sua explicação de um lugar usando a linguagem em torno de pontos de referência, municípios, bairros, etc. Preso onde começar? Comece por olhar para um mapa e referenciar localizações que vê com outro conteúdo local na Web. Você também pode pedir informações a um local. Eles estão nomeando bairros ou pontos de referência? Eles mencionam interestaduais ou rodovias? Ouça como a região é descrita e em que locais se concentram. Isso ajudará você a criar uma pegada sólida.

Torne-se fácil de encontrar através do conteúdo local

Uma armadilha das empresas de localização múltipla com presença em várias áreas é não dar ao usuário um caminho direto até elas. Claro, você está criando conteúdo específico para esse local, mas está dizendo ao usuário o que fazer a seguir? Forneça Calls-to-Action claros que se encaixam no objetivo do seu conteúdo local.

Por exemplo, se você estiver criando uma página de destino local específico para uma de suas empresas, convém tentar frases de chamariz como:

Um botão visível clicável para entrar em contato

Um mapa do Google incorporado que mostra sua área de serviço ou a localização mais próxima junto com um aviso para obter rotas
Um formulário de contato que vai diretamente para o gerente da loja local

Seja qual for o CTA escolhido, certifique-se de que é fácil para o usuário dar o próximo passo e, à primeira vista, reconheça que você é uma empresa real, com um local real, número de telefone real e gerente da loja real que pode responder a perguntas.

Incluir marcação de dados estruturados

Quanto mais rico o conteúdo local, maior a chance de ter um bom desempenho. Forneça aos mecanismos de pesquisa – e aos usuários – informações adicionais sobre o que você oferece, incluindo o esquema de marcação, também chamado de Schema Markup, em seu conteúdo local.

Dependendo do tipo de empresa, pode haver um esquema exclusivo que você pode usar para especificar tudo, desde os dados de localização até os pratos que você inclui no cardápio do restaurante. Embora o Schema não aumente sua classificação diretamente, ela correlaciona as melhores taxas de cliques quando aparecem na pesquisa.

De qualquer forma, é um ótimo aprimoramento que você pode fazer para o seu conteúdo local, para torná-lo mais relevante para o que os usuários locais estão realmente procurando (ou seja, colocar esses mapas de jornada do cliente para funcionar!).

Participe localmente

Não é suficiente aparecer em um novo mercado ou abrir um novo local. Clientes que já estão vivendo e fazendo negócios nessa área não estão esperando por você com ansiedade. Muitas vezes, eles precisam estar convencidos de que você é um negócio relevante, confiável e que vale a pena investir. Para ganhar essa confiança, você tem que participar.

As empresas que se envolvem on-line e off-line com os locais costumam ser consideradas mais pessoais e confiáveis. Isso significa que é mais importante do que nunca criar uma pegada que mostre que você faz parte da comunidade.

Patrocine um evento local. A cobertura da imprensa pode mencioná-lo como patrocinador e impulsionar o recall da marca. Participe de uma associação de comércio ou negócios para obter referências e recursos valiosos, além de uma menção em um diretório local. Sugira coisas para fazer nas proximidades, enquanto seus clientes visitam.

Compartilhe postagens em mídias sociais de outras empresas da região. Envolva sua equipe no compartilhamento de histórias e experiências como parte de seu mapa de conteúdo local, como forma de gerar novas conexões e adicionar um toque pessoal e local à sua marca.

Participar de sua comunidade pode ajudar a gerar novas ideias de conteúdo local ou pode enriquecer suas escolhas de conteúdo existentes, dando a você mais clareza sobre o que é importante, sobre o que as pessoas estão falando e sobre o que torna a comunidade na qual você está única.

Ser regional não se trata apenas de estar na região geograficamente, é saber o que as pessoas gostam de ver e fazer. Conhecer o que está acontecendo em uma comunidade pode criar maiores oportunidades para a geração de conteúdo local, bem como para o link building.

Digamos que há um festival de standup acontecendo em sua cidade. Você é um restaurante na rua do teatro. Você tem um blog e escreve uma postagem no blog sobre esse festival, incluindo uma lista dos artistas, a programação, onde conseguir ingressos, etc. Você também inclui que está preparando um jantar especial para quem irá comparecer, junto com uma bebida especial que seu barman inventou, tudo isso por um preço diferenciado.

Agora, digamos que o seu post no blog esteja ativo, e ele é compartilhado pela organização do festival ou pelo teatro (você os marcou quando o compartilhou em seu próprio Facebook). Talvez um blogueiro de comida local escreve sobre você e gera links para seu post original do blog. De repente, esse simples post promocional teve repercussão fora do comum.

As comunidades, em geral, encorajam e apoiam o sucesso de outras pessoas. Se você está localizado em uma rua principal, procure nos seus vizinhos o suporte para fomentar o comércio regional e manter sua estratégia de compartilhamento de conteúdo em movimento. O benefício vai além do conteúdo local também – pesquisas mostram essa participação pode impulsionar o envolvimento de funcionários e clientes.

Sabemos, isso soa muito como um sonho tornado realidade, certo? Todas essas menções sociais e backlinks surgindo do nada, uma comunidade engajada que apóia os negócios… mas a verdade é que isso acontece, não o tempo todo, mas pode acontecer pelo menos uma vez, e até mesmo isso, a partir de uma perspectiva de SEO, faz toda a diferença!

Gostou do post? Avalie ☝🏾
Walter Ziebarth

. Walter Ziebarth