Como o marketing de experiência pode impulsionar suas vendas

Por maio 3, 2019 julho 9th, 2019 Marketing

O marketing de experiência é uma estratégia de publicidade que se concentra em ajudar os consumidores a experimentar um produto ou serviço, fugindo um pouco das estratégias tradicionais de divulgação de marca.

O marketing de experiência pode ser composto por uma variedade de estratégias de marketing voltadas para a imersão de clientes dentro do produto, envolvendo-as de todas as formas possíveis. Em última análise, as empresas que utilizam essa estratégia querem ajudar os clientes a formar conexões emocionais profundas com uma marca para promover a fidelidade do cliente e aumentar sua vida útil.

Práticas recomendadas de marketing de experiência

Empresas que obtiveram sucesso com essa estratégia vão além de oferecer aos consumidores ofertas e amostras atraentes. A verdadeira mágica acontece quando as marcas colocam clientes individuais ou grupos de consumidores em uma experiência de marca imersiva e regional. Assim, as marcas devem ir além das acrobacias de publicidade, exibir anúncios e promover anúncios de mídia social para gerar emoções positivas nas pessoas e promover a lealdade à marca.

Como com qualquer outro tipo de estratégia de marketing, as empresas devem fazer uso das melhores práticas. Um dos aspectos mais importantes dessa abordagem de marketing imersivo é colocar o consumidor em primeiro lugar (também conhecido como customer centric), como é feito também numa estratégia de regionalização.

Você deve se colocar na mente do consumidor para envolver sua audiência com sucesso; isso fará com que os embaixadores da marca – clientes que promovem a sua marca sejam tão bem quanto (às vezes até melhores que) seus melhores vendedores. A maneira mais fácil de aumentar a fidelidade à marca entre seus clientes é se colocar no lugar deles.

Os profissionais de marketing também entendem o poder da narração de histórias e o marketing de experiência se encaixa muito bem no storytelling. Os consumidores que se identificam com uma história estabelecem conexões mais fortes com as marcas e têm as respostas emocionais que os profissionais de marketing se esforçam para criar.

Nós, seres humanos, experimentamos histórias bem contadas, em vez de simplesmente ouvi-las, e estamos mais aptos a repetir a história de uma marca quando nos identificamos fortemente com ela, particularmente em um nível emocional profundo. As melhores histórias são verdadeiras, são cheias de personalidade, envolvem personagens pelos quais o público se sente atraído, e incluem um começo, meio e fim.

Dicas de marketing de experiência:

  • Conheça a si mesmo. Você tem que passar pelo processo de definir o seu Norte Verdadeiro antes de comunicar o seu propósito de marca a qualquer outra pessoa.Estabelecer metas e resultados claros
  • Determine maneiras de medir essas metas e resultados
  • Identifique e pesquise exaustivamente o seu mercado alvo
  • Lembre porque o marketing de experiência funciona
  • Crie uma experiência criativa, emocionante e impactante
  • Dê às pessoas algo de valor
  • Não enfie sua marca goela abaixo. Intrigue seu mercado e deixe que eles venham até você.
  • Mantenha seus esforços de experiência fiéis ao objetivo da sua marca. Eles devem falar diretamente com seu público, em seu próprio idioma.
  • Lembre-se de que, caso sua empresa seja B2B, você ainda está falando com pessoas reais.
  • Defina sua hashtag e faça sua lição de casa. Esta é sua oportunidade de ampliar a experiência da marca através das mídias sociais.
  • Encontre maneiras de maximizar o envolvimento on-line por meio de mídias sociais e outros canais
  • Seja local. Não há nada de errado em veicular campanhas regionais, muito pelo contário, a regionalização impulsiona os resultados.
  • Não tenha medo de se juntar a um parceiro. Marcas podem fazer muito uma pela outra.
  • Diverta-se. A energia é contagiante.

Benefícios do marketing de experiência

As marcas se beneficiam sempre que deixam os clientes satisfeitos, e o marketing de experiência proporciona aos consumidores as emoções necessárias para cultivar a verdadeira lealdade à marca – a receita para criar embaixadores de marca que espalham a palavra sobre suas empresas e produtos favoritos.

O benefício mais gratificante dessa estratégia de marketing é o modo como ela gera publicidade boca a boca; pesquisas conduzidas pelo Google, Ogilvy e McKinsey mostram que os consumidores são mais influenciados pelo boca-a-boca ao tomar decisões de compra do que pela mídia impressa, televisão, filmes e sites de marcas. Assim, uma das melhores maneiras de obter vantagem competitiva é direcionar os esforços de marketing regional para construir fortes conexões com os clientes via marketing de experiência.

Promova sua marca, não seus produtos

O marketing de experiência precisa ser mais do que apenas uma mesa com amostras de seus produtos em um supermercado regional. Há uma diferença fundamental: o marketing de experiência foca nos valores da sua marca, não nos seus produtos.

Em vez de oferecer amostras grátis (que, reconhecidamente, funcionam), as empresas estão usando a própria história da marca como a experiência. O marketing de experiência funcional utiliza uma abordagem regional tangível e offline para conduzir o target à um diálogo on-line.

Marketing de experiência: vantagens para sua marca

De acordo com as estatísticas publicadas no relatório Event Track 2016, 49% das pessoas que participam de eventos de marca, filmam e compartilham os vídeos de sua experiência. Cerca de 40% destes são publicados em mídias sociais com uma hashtag e menção da marca. É uma enorme oportunidade de crescimento. As pessoas que experimentam a sua marca fazem o seu marketing para você.

Portanto, se você se certificar de que essas pessoas experimentaram sua marca da forma como gostaria, você terá a oportunidade de pular as três primeiras etapas do funil de marketing (o estágio de awareness, consideração e decisão) e seguir diretamente para o estágio “promotor”. Esses “evangelistas” estão entre seus ativos mais valiosos – um consumidor fiel, que curte sua marca e está disposto a compartilhar sua história.

Quatro tipos de marketing de experiência

O marketing de experiência pode ser aplicado com outras estratégias de marketing. Vamos dar uma olhada em cada uma delas:

1. Marketing de Eventos

O marketing de eventos e o marketing de experiência andam de mãos dadas. Embora todos os eventos possam ser considerados uma forma de marketing de experiência, nem todo marketing de experiência é um evento.

O que isso significa? Um evento, por natureza, fornece uma experiência. Há um tempo definido para interações tangíveis, face a face.

No entanto, nem todas as campanhas de marketing de experiência são eventos. Os eventos exigem ingresso, um horário definido e um local. Os hóspedes planejam comparecer com antecedência. Lembretes por e-mail são enviados e uma equipe dedicada promove o evento antes do dia.

O marketing de experiência nem sempre exige tanta promoção. Embora você queira enviar um comunicado à imprensa local e compartilhar o evento nas mídias sociais, o marketing de experiência tem um elemento de surpresa. Em muitos casos, você não enviará um e-mail convidando sua lista de inscritos para reservar ingressos.

2. Marketing de ativação

Marketing de ativação é o lançamento de uma nova filial regional, linha, produto ou serviço da empresa.

É uma oportunidade perfeita para o marketing de experiência, já que as empresas querem obter cobertura da mídia e informar aos consumidores que o novo produto está disponível. Eles precisam disso para criar demanda pelos novos produtos. É muito mais fácil vender um item quando os clientes sabem que ele existe!

Uma das melhores maneiras de praticar o marketing de experiência na ativação da marca é por meio da amostragem do produto.

3. Marketing de guerrilha

Como os eventos, o marketing de guerrilha e o marketing de experiência andam de mãos dadas. Ambos envolvem o elemento surpresa, muitas vezes criando uma exibição ou experiência inesperada. A surpresa está aí para incitar conversas em torno da campanha. Como resultado, ambos exigem uma dose enorme de criatividade.

O marketing de guerrilha não é uma campanha publicitária tradicional com dinheiro gasto em mídia paga. Por exemplo, patrocínios não são marketing de guerrilha.

É por isso que a abordagem também é conhecida como “marketing de emboscada”. Para que o marketing de guerrilha seja experiencial, deve haver uma experiência real ou elemento de interação.

4. Marketing de experiência em varejo

Algumas pessoas adoram fazer compras e caminhar pelas lojas. Mas muitos cônjuges e parceiros desses indivíduos são o oposto. Eles odeiam fazer compras e ficam emburrados num canto ou sentados mexendo no celular, observando os minutos passarem. De qualquer maneira, o marketing de experiência direciona os clientes para as lojas e, em seguida, aumenta o tempo que eles passam por lá.

O marketing de experiência em um ambiente de varejo deixa intrigados até os clientes mais desinteressados. Ao colocar os clientes em sua loja e mantê-los lá, você aumenta a probabilidade de compra.

Compradores alegres têm direito a mais alguns momentos de compras sem culpa graças à diversão momentânea de nossos parceiros. Quanto mais interativa a exibição, mais tempo os consumidores podem ficar expostos a seus produtos e potencialmente comprar.

O marketing de experiência é um ativo fundamental para as lojas de varejo na era das compras on-line. Até mesmo os viciados em compras são participantes regulares do e-commerce.

Assim como o marketing omnichannel, as lojas físicas têm algo que o varejo on-line não tem: a oportunidade de interagir e se envolver cara a cara, proporcionando uma experiência autêntica.

Conclusão

Para criar um público fiel, as pessoas precisam experimentar sua marca. Eles querem senti-lo, prová-lo, cheirá-lo e torná-lo parte de sua própria história. O marketing de experiência é uma forma de comunicar sua identidade de marca ao público de uma maneira tangível e eficaz.

Walter Ziebarth

. Walter Ziebarth