Criar uma identidade de marca que atraia seu público e transmita a mensagem é um trabalho árduo. Um dos elementos essenciais da identidade da marca é a coesão, e você provavelmente concentrou uma grande porcentagem de seus esforços na criação de uma mensagem unificada – como deveria.

No entanto, é importante reconhecer que o Brasil é muito grande e essa mensagem pode perder-se totalmente na contextualização de uma região para outra. Se o seu conteúdo e as comunicações em redes sociais não seguem uma estratégia de regionalização forte, você acaba não conseguindo atingir o tamanho do público que gostaria.

O mundo encolhe e os horizontes expandem

A revolução digital encolheu o mundo, não há dúvida sobre isso. Trocar informações com contatos em outro país é tão fácil quanto conversar com o vizinho (às vezes até mais fácil). Mas a facilidade de acesso não é necessariamente uma boa comunicação. É aí que entra a regionalização.

O que é a regionalização?

A regionalização refere-se ao processo de adaptação de linguagem, estratégias de comunicação e, às vezes, até mesmo conteúdo para se adequar melhor ao seu público alvo em um determinado local.

É importante ter em mente que a regionalização é muito mais do que anunciar em determinada região, trata-se de adaptar sua mensagem para garantir que ela atinja em alto e bom som, apesar das diferenças e expectativas regionais ou culturais.

Por exemplo, consumidores gaúchos e nordestinos falam a mesma língua (apesar de algumas diferenças culturais e convenções linguísticas). No entanto, criadores de conteúdo e empresários experientes fazem um esforço para adaptar suas mensagens para públicos gaúchos ou nordestinos especificamente.

Contextualização da mensagem

Obviamente, um dos aspectos mais importantes da regionalização é a linguagem. Isso não significa apenas o uso do português correto. Há dialetos regionais e grafias a considerar. Se você quer que seu público se sinta em casa com seu conteúdo, você precisa garantir que seja acessível e seja comunicado de maneira familiar.

Os dialetos e termos regionais podem significar algo completamente diferente para os leitores gaúchos e nordestinos, especialmente quando o contexto é levado em consideração!

Ênfase em elementos de sua mensagem

O melhor exemplo desse aspecto da regionalização em ação é o cinema. Os filmes de Hollywood são populares em todo o mundo, mas eles são comercializados de forma diferente em cada região. Por quê?

A mensagem que o estúdio quer enviar é “este é um filme que você quer ver”. Mas os motivos pelos quais “você” quer vê-lo variam de um lugar para outro. Para os filmes, isso pode significar enfatizar atores diferentes dependendo da popularidade deles em regiões particulares, ou enfatizar os elementos de romance/ação/drama/sexy do filme em certas regiões.

No íntimo, a regionalização significa uma coisa: entender o seu público e demonstrar esse fato. Seu público, em uma era digital, não é homogêneo. Eles têm algo em comum: seu produto e sua marca. Mas isso não significa que suas motivações, preferências e estratégias de comunicação sejam iguais em todos os lugares. Se você quer agradar seu público, precisa fazer isso do jeito deles – é disso que a regionalização se trata.

Gostou do post? Avalie ☝🏾
Walter Ziebarth

. Walter Ziebarth